Sensores fotoelétricos para diferentes aplicações

 

Redução de custos e tempo são apenas algumas das vantagens de incorporar sensores fotoelétricos na automação industrial, devido a um aumento significativo na produtividade. 

Esses dispositivos transformam sinal luminoso em sinal elétrico sendo aplicado em processos de controle, segurança, robótica e componentes eletrônicos em nível industrial.  

O sensor fotoelétrico detecta de forma precisa objetos e materiais variados por meio da distância, transparência, contraste, cor ou marca. Tem alta durabilidade, é  de fácil manutenção e o seu acionamento é feito a distância.

Mas para que a indústria possa usufruir todas as vantagens de um sensor fotoelétrico, é necessário conhecer as modalidades disponíveis. A classificação dos sensores Baumer é feita a partir do tipo de detecção que apresenta, podendo ser difuso, retro-reflexivo, de barreira ou Smart Reflect.

Quer saber qual é o sensor mais adequado conforme a aplicação e o tipo de material que se pretende detectar? Então, confira abaixo as características de cada sensor.

Difuso com supressão de fundo 

 

 

 

A detecção é feita de forma difusa com supressão de fundo para determinar a distância de objetos. É um aparelho de fácil instalação e pode ser utilizado em diferentes processos industriais. Sua distância de medição é limitada e específica,  possui também uma baixa influência da cor ou material. 

 

Difuso energético 

 

 

 

O sensor fotoelétrico do tipo difuso energético é usado para refletir a luz dos objetos.  Possui baixo custo, instalação simples e rápida, garantindo redução de gastos e aumento de qualidade. Não apresenta supressão de fundo e facilmente sofre influência de cor e material. 

 

Retro-reflexivo

 

 

 

O retro-reflexivo é um sensor fotoelétrico capaz de cortar o feixe entre o sensor e o espelho. É um equipamento simples com baixo custo de aplicação. No entanto, para seu funcionamento é preciso aplicar um espelho, pois o feixe de luz é enviado ao receptor somente por meio deste. 

 

Barreira

 

 

 

Com a finalidade de cortar o feixe entre o emissor e receptor, o sensor fotoelétrico de barreira é instalado com baixo custo, não sendo influenciado por cor ou material. Entretanto, exige a instalação de dois sensores para que haja uma  “barreira” entre eles. O transmissor e receptor devem ser posicionados de frente um para o outro, de forma que ocorra a recepção do feixe transmitido.

 

Smart Reflect

 

 

 

Considerado um dos sensores fotoelétricos mais versáteis, o Smart Reflect faz com que o objeto corte o feixe posicionado entre o sensor e fundo, para isso exige um fundo fixo. Não sofre influência de cor ou material. 

Agora que viu as particularidades de cada sensor fotoelétrico, consulte a WRoma para analisar a particularidade de sua linha industrial e escolher o melhor dispositivo.