Automação Industrial: Tecnologias que facilitam o trabalho em indústrias

A fim de aumentar a variedade e a qualidade dos produtos oferecidos, a WRoma agora é uma representante da Phoenix Contact, empresa reconhecida por oferecer sistemas e soluções específicos para cada área eletrotécnica. Logo, a garantia de que o serviço industrial seja realizado de forma eficaz se dá a partir dos sistemas de Automação Industrial. Esses são capazes de simplificar o trabalho através do emprego da tecnologia em controles de mecanismos e funções. A automação pode ser aplicada em áreas da eletrônica, mecânica e de tecnologia da informação e, a otimização promovida pelo processo acontece por meio da adoção de tecnologias de software e hardware. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foi na segunda metade do século XVII, na Inglaterra, que os sistemas agrários e artesanais começaram a se tornar industriais, nessa época já era possível notar a vontade do homem de otimizar a produção, transformando o trabalho manual em industrial. As máquinas aumentaram a precisão dos serviços, assim como hoje é feito na Automação Industrial por meio das tecnologias características do século XXI. Entretanto, é preciso ressaltar que o uso dessas tecnologias não substituem o trabalho de pessoas, pois além de se fazer necessária a checagem do funcionamento dos programas, novos trabalhos com o objetivo de suprir as carências do mercado atual estão em constante surgimento. 

 

Empresas que desejam manter sua competitividade no mercado com os avanços tecnológicos e as indústrias 4.0, devem utilizar os processos de automação como essenciais para seu crescimento. Alguns sistemas operacionais e tecnologias que exemplificam a substituição das atividades feitas por pessoas são os bancos de dados por nuvem, a internet das coisas, a robótica e até mesmo o Wi-Fi. Todavia, por mais que o termo “automação” seja facilmente associado a máquinas e computadores, também pode ser usado para representar um auxílio nas tarefas humanas, principalmente as contínuas e repetitivas. 

 

Afinal, qual é o propósito da Automação Industrial?

É possível afirmar que o principal objetivo do uso de automações seja a redução de custos das empresas e a melhoria nos resultados da produção com sistemas mais qualificados. Contudo, existem outros pontos positivos que fazem com que esse método seja utilizado por um número cada vez maior de indústrias. A segurança do trabalho é um desses pontos, visto que, com os mecanismos de automação os riscos de acidentes entre os trabalhadores e colaboradores são reduzidos, pois o trabalho que apresentava perigo quando feito por pessoas agora pode ser realizado por sistemas. Além disso, os processos de manutenção de máquinas e integração é facilitado, diminuindo a emissão de resíduos. 

 

A redução de custos por meio do emprego da automatização Industrial parte da premissa de que ao se tornarem mais precisos e flexíveis, os produtos fornecidos pela indústria serão mais eficientes, devido ao uso de máquinas com alto padrão de funcionamento e com baixo índice de falha. Outro benefício é a otimização do monitoramento realizados por gestores, pois os sensores instalados nas máquinas promovem a rápida captação de informações sobre seu funcionamento e as enviam a um software específico. 

 

Segmentos industriais para aplicação

A automação pode ser aplicada em todos os segmentos industriais que utilizem máquinas acionadas, motores ou redutores em sua operação produtiva. Basicamente, pode ser feita em dois tipos distintos de controle. O controle de processo discreto é usado por empresas de fabricação por lote e linhas de montagem. Já o controle de processo contínuo é comumente aplicado em indústrias metalúrgicas, químicas, alimentícias e indústrias de papel e celulose.